Il Forum è consultabile solo in modalità lettura. Per domande o consigli iscriviti al nostro GRUPPO FACEBOOK / COMMUNITY cliccando qui

pietraspecter
Ultime Attività:
7 Set 2019
Iscritto:
7 Set 2019
Messaggi:
0
"Mi Piace":
0
Punteggio:
0
Sesso:
Femmina
Compleanno:
5 Apr 1997 (Età: 24)

Condividi questa Pagina

pietraspecter

Baby Droid, Femmina, 24

pietraspecter è stato visto:
7 Set 2019
    1. Non ci sono ancora messaggi sul profilo di pietraspecter.
  • Sto caricando...
  • Sto caricando...
  • Info

    Sesso:
    Femmina
    Compleanno:
    5 Apr 1997 (Età: 24)
    Sesso:
    F
    Telefono:
    LG Nexus 4
    Estive à tua espera o dia todo...a imaginar as coisas que prosseguirei fazer. Como a tua pila vai embora sentir na minha gorgomilos... a minha rato. Tens trabalhado tanto ultimamente, eu só quero recompensar. Porém a tua recompensa não virá sem as suas proveitos para mim, desse modo acho que as minhas acções não são completamente altruístas..


    Porno bizarro

    4 tube

    Redtube

    Sex videos

    Xvideos incesto

    Xvideo porno

    Sua vizinha

    Universidade do prazer

    Novinha videos porno

    Flagras Amadores

    Mulheres Nuas

    X porno quente

    X-videos

    Conto eróticos

    Acompanhantes São Paulo

    Xx videos

    Xxvideos

    Ok google

    Pornhub

    Novinhas do zap

    Videos incesto

    Flagras de sexo

    Baixar Video Youtube

    Animes Online

    Qmodas

    Receitas caseiras

    Super Filmes Online X

    Mega Filmes Online

    Assistir Filmes Online

    Mr Filmes Online

    Mega Filmes

    Filmes online x

    Entras pela porta a boca abre-se urgentemente. Estou sentado numa cadeira mesmo adiante da ingresso...completamente sem roupa, excepto umas meias altas saltos altos. Minhas pernas braços estão cruzados, obscurecendo sua visão de meus economias, porém logo que você velozmente vedar a porta (sem desviar o seu olhar de mim, é lógico), eu cruzo meus membros me espalho na cadeira, agora completamente exposto a você. Eu sorrio para ti, tu sorris desse modo diabólica. "Como foi o teu dia, dulcineia?"Eu pergunto.

    "Acabou de permanecer bastante melhor", respondes de antemão de dirigires para mim. Começas a inclinar-, tal e como se me fosses roçar, porém contornas os meus lábios caias de joelhos. De antemão que eu tenha tempo de reagir, deslizas as mãos por grave do meu rabo, puxas-me para a na frente de, atiras as minhas pernas sobre os braços da cadeira. Olhas para a minha rato espalhada passas um dedo pela minha greta . Respiro bruscamente. "Já estás encharcada, não estás, minha putinha?"

    "Naturalmente, Sr....Estive a meditar em ti o dia todo."

    Sorris em aprovação de antemão de inclinares para a na frente de passares a língua do meu Clítoris para o meu rabo. Gemo empurro a minha cona para mas perto da tua faceta. Não esperava que fosse eu a aceitar a atenção verbal neste instante. Imaginei- a atirar- para a cadeira, a chupar- a pila, a fazer todo o trabalho montava, até entrares na minha rato, com as minhas mamas a saltarem- na faceta. Em vez disso, dás ao meu Clítoris uma pequena palmada afiada com as pontas dos dedos de antemão de abrires os meus lábios de Rato com as duas mãos levemente chupares o meu Clítoris na tua boca. Deslizas uma mão sobre os meus lábios molhados pressionas uma ponta dos dedos o meu buraco. Eu contorço-me, a pedir- para me enfiares o dedo. Continuas a escorregar a língua sobre o meu Clítoris, esfregando os lábios este. "Por obséquio, sr...."

    "Por obséquio, o quê?"Voltas a no meu Clítoris.

    "Aprazer...por obséquio, Finque-me a Cona, Sr.."

    Você rápida desliza um dedo até o segundo nó, fazendo-me atirar a carola de viravolta a cadeira. O teu dedo desliza lentamente, até o removeres completamente, para o meu pertinácia de desengano. Rápido, enfia 2 dedos na minha rato põe a Boca de girata no meu Clítoris. Fodo a minha rato na tua faceta, a minha respiração ficou irregular. Um terceiro dedo invade-me a rato me enfias a língua no clítoris. "Foda-se, Sr....Prosseguirei-me caminhar em breve."



    De repente, extrai os dedos da minha rato, substitui-os por três dedos da tua outra mão, enfia-me um dedo molhado no rabo, a tua boca nunca sai do meu Clítoris. Início urgentemente a dirigir-se - me, a empuxar as minhas ilhargas para as tuas mãos boca continuas a incluir-me o cu a Cona. "Fuck...uughh...so óptimo."Enfias-me outro dedo no rabo bombeias furiosamente o sêmen sai da minha ratazana desce pela tua mão.

    Tira os dedos de cima de mim dá-me um ósculo vestido de sêmen esfrego a tua pila endurecida nas tuas calças. Agarro os teus braços me levanto, puxando - para os teus pés comigo de antemão de desabar de joelhos à tua na frente de. Se bem os meus planos tenham sido alterados algo, ainda estava determinado a entregar- a brochista de uma vida! Liberto- velozmente a pila, puxo- as calças os boxers pelas pernas . Inclino-me para a na frente de, esfregando levemente a tua pila com as duas mãos. Rodo a língua por cima da tua pila esfrego- os tomates entre as minhas mãos. A minha boca desliza pelo comprimento da tua pila as tuas mãos passam pelo meu cabelo. os meus lábios chegam à apoio da tua pila, agarras no meu cabelo começas a foder-me semblante. Gemo elevado continuo a esfregar os teus tomates com as minhas mãos. Eu olho para ti me forças a boca para cima para grave na tua pila, a considerar o sabor da tua precum. Continuas a reprimir-me no cabelo, empurras-me da tua pila com tanta força que Caio de girata no meu rabo. Dás-me um estalo nos 2 lados da faceta com a tua pila de antemão de me puxares pelos cabelos.

    Soltei um grito de fúria me arrastavas para a cadeira me obrigavas a desnivelar-me. Abriste-me as pernas esfregaste-me a ratazana por um segundo de antemão de bateres com a tua pila na minha cona, até à apoio. Segura - O aí por uns segundos, a tentar estreitar-me os mamilos empurro as quadris. "O que queres, Minha cabra marota?"

    "Sabes o que quero...Quero que fodas a minha rato apertada com a tua pila extensa, sr.."

    "Porque?"

    "Porque...porque sou a tua galdéria, a tua galdéria...porque absolutamente ninguém me fode como o Sr.."

    Estou confuso desenganado sinto a tua pila a transpor completamente da minha ratazana. De antemão de ter tempo para meditar no que fiz ou diz problema, a tua pila molhada empurra-me para o rabo. Eu grito meu corpo se enrosca, minhas unhas cavando na cadeira como dor calor curso por intermédio de mim. Não me dás tempo para me ajustar, começas a -me, com as tuas bolas a a minha fissura molhada. Eu grito, " foda-se, foda-se, foda-se!"uma outra vez. estou prestes a debutar a empuxar-, sais do meu rabo voltas a entrar na minha rato. suspiro em consolação, sais de mim voltas a entrar no meu rabo, desta vez com bastante menos resistência. Maricas, maricas, maricas, maricas...Eu gemo qualquer vez que você entra em mim resmunga em frustração qualquer vez que você desliza para fora de novo. "Onde a queres, puta?"Sinto-me tão vazia como tu esfregas a carola da tua pila o meu Clítoris.

    "Não quero descobrir! Fode - me!"Tento esconder a animosidade na minha voz, porém podes ler-me como um livro.

    Respondes calmamente: "se não escolheres, não fodo . É isso que queres, cabra?"

    "Não! No...my Idiota."

    Dando-lhe um soco potente, você pergunta: "O que possui ?"

    "Raios partam! Foda-se, Sr.! Aprazer...Preciso dele...Preciso da sua pila no meu cu, Sr.."

    Deslizas lentamente a pila de girata para o meu rabo. Desta vez nem hesito, a sentir somente prazer conforme aumentas sucessivamente o ritmo da nossa foda. Puxas o meu corpo da cadeira a tua pila sai de mim, depois esmagas - me ela enterras nos tomates. Começas a -me, numa bochecha na outra, a força de qualquer estalo aumenta exponencialmente. Arqueio as costado, suo a rolar, admiras o pedaço crescente de mesocarpo vermelha no meu rabo. Agarras as minhas mamas nas tuas mãos Bates nos meus mamilos de antemão de deslizares uma mão pelo meu estômago por cima da minha cona. Você brinca com o meu Clítoris, circulando um dedo em derredor dele ritmicamente aplicando pressão. "Foder...Prosseguirei-me caminhar outra vez!"Eu grito.

    O meu rabo pulsa à viravolta da tua pila ao passo que outro orgasmo me atravessa, este ainda mas poderoso do que o primeiro. Inclino-me para a na frente de, impotente de sustentar o meu corpo recta fico tonto do prazer. Agarras muito a minha cintura enfias 2 dedos na minha rato, acariciando deliberadamente o meu detalhe G. As paredes da minha cona agarram- os dedos desesperadamente, a tentar puxá-los mas altura, para minha surpresa, tenho um orgasmo outra vez, o meu sêmen a deter- as bolas as coxas. Seus dedos derrama seu pau através da fina classe de músculos, desconjuntando minha boceta meu cu, com um vagido, você retirar para fora da minha nádegas, entregar o seu pau de uma rápida empurrões, explodem sobre a minha inflamado músculos. Esfrega o teu sêmen no meu rabo, ainda me segura as minhas pernas tremem violentamente. A conceder uma última palmada a qualquer bochecha, beijas-me a nuca vais- embora para ires tomar banho. Sem você para me deter, Eu caio no pavimento, ainda tremendo, estremeço com a sensação do solo teso o meu traseiro machucado enroupado de sêmen.